O que fazer antes de subir ao altar?

E a rotina agora é visitar blogs que falam sobre casamentos, casa, decoração, reforma… É demais para a minha cabeça! Visitando um desses milhares blog’s achei uma lista de coisas para fazer antes de subir ao altar. Vou compartilhar aqui e marcar as que já fiz e as que vou acabar não fazendo.

1. [  ] Se jogar no mundo, viajar [Sonho para antes e para depois também]
2. [  ] Pegar o buque da noiva
3. [  ] Ser madrinha de casamento
4. [X] Sair com alguém que conheci na net [O amor da minha vida *.*]
5. [ ] Morar sozinha
6. [ ] Morar com as amigas [Um sonho]
7. [  ] Ir em uma praia de nudismo
8. [  ] Fazer as pazes com meu corpo
9. [X] Se apaixonar pelo homem errado [Putz]
10. [  ] Começar um trabalho voluntário
11. [X] Investir em AMIGOS de verdade;
12. [ ] Lotar a agenda de cursos
13. [X] Ficar Bêbada [Realizado com sucesso =X]
14. [X] Aprender a fazer as próprias unhas [Isso é fácil (=]
15. [X] Ficar um dia inteiro de pijama [Se pudesse fazia todo dia]
16. [X] Emendar um programa no outro
17. [ ] Ser tia
18. [X ] Doar sangue
19. [X] Tirar carteira de habilitação
20. [  ] Controlar minha ansiedade
21. [ ] Noivar
De 21 itens já fiz 9 então ainda falta umas coisinhas para tirar do papel e vocês??
Beijos!

Um sonho e um grande passo

primeira foto

O primeiro passo de um grande sonho

 

Des do dia 08/07/2014 o que era sonho se tornou real. Pegamos a chave da NOSSA casa! Agora começa uma saga de pisos, armários, pedreiro, portão, pintura…

É muito bom poder ver os nossos sonhos saírem do papel. Dá um TRABALHÃO fazer tudo e é sempre muito bom quando é possível contar com outras pessoas para que realizar seus objetivos.

Não sei bem como explicar o que se sente, mas é algo parecido com poder comprar o que você quiser no cartão de DÉBITO!!!

Brincadeiras a parte, logo volto com mais informações e foto que estarão disponíveis na categoria DIVIDINDO O CLOSET!

 

Como quebrar o amor

(WeHeartIt)

As noites continuam frias depois que você foi embora, nada mais é como antes desde aquele abajur quebrado que saiu voando em direção a sua cabeça e bateu na parede um segundo depois que você conseguiu desviar. Lembro do seu olhar, lembro da minha reação. Não queria que as coisas terminassem ali. Na verdade eu nunca quis que as coisas acabassem entre nós. Ainda sinto borboletas na barriga quando ouço seu nome, ando por ai buscando o seu sorriso em outros rostos em vão. Como eu queria parar no tempo, como eu queria não ter começado aquela briga boba e infantil como todas as outras que tivemos. Ainda te vejo pela casa andando descalço, sem camisa e com o cabelo todo bagunçado, como eu adorava quando você me olhava despreocupado com um sorriso no rosto e dizia “relaxa meu amor tudo vai dá certo” e o beijo que vinha logo depois queimava minha pele, destabilizava minha alma.
Tenho certeza que fomos feitos um para o outro, mas em algum momento as coisas começaram a desandar entre nós dois. O seu sorrio não conseguia me acalmar como antes, as suas palavras não me bastavam mais, o seu abraço me aprisionava em um mundo que parecia está completamente de pernas para o ar. E ai de uma forma descontrolada descarregamos todas as nossas frustrações, medos e inseguranças dissemos coisas horríveis, abrimos cicatrizes que jamais poderão ser fechadas. Logo depois do fim eu só queria apertar “pause” respirar fundo e voltar para o exato momento em que você entrava pela porta depois de mais um jogo de futebol com seus amigos, você estava atrasado para o nosso jantar de aniversário e eu só queria correr para os seus braços e te guiar para a banheira do nosso quarto. Eu queria fazer amor com você e dizer coisas bonitas sobre nós dois. Não foi isso que aconteceu, nem passou perto de ser. E hoje depois de inúmeras noites sozinha nesse apartamento vazio eu só queria poder te dizer que você foi tudo aquilo que precisei.
Hoje doí andar na rua te encontrar por ai e te ver sorrindo com outra pessoa, mas essa dor que é minha e de mais ninguém.

O velho medo de sempre

(WeHeartIt)

Mudanças, sempre tenho problemas com elas. Por menor que possa ser qualquer mudança me perturba. Quando um seriado acaba, um livro chega ao fim, uma pessoa some, um curso termina, as férias acabam, um feriado fica para trás. Sim tenho problemas com tudo isso, podem até dizer que sou maluca. O grande problema que ando enfrentando já tem um certo tempo é ACREDITAR que cresci. Putz como isso é difícil, as vezes acho – tenho certeza – que não me encontrei. Final de semestre chegando é quando a gente percebe como é difícil ser gente grande, como é difícil não poder chamar minha mãe para resolver as coisas, como é difícil as contas, as decisões, as decepções, as cobranças. A coisa boa nessa história toda, sim tem o lado bom, é que escolhi um curso que gosto muito que me completa, o que anda faltando é só a tal oportunidade de aprender mais, de trabalhar, de me deliciar nessa área maravilhosa. Se alguém me pedisse um conselho eu diria que pensem bem e estejam preparados – emocionalmente, psicologicamente – e façam muitos cursos que envolvam a área que você pretende cursar – eles iram te fazer falta acreditem em mim. Façam com amor e por amor que vocês vão perceber que trabalhar pode ser – e deve ser – prazeroso.

Amizade e seus limites

Estava passeando pelo facebook quando vi um texto com o seguinte título “No more bullshitagem!” fiquei curiosa e fui ler. Engraçado quando você ler alguma coisa e “Pá” ela se encaixa perfeitamente em alguma situação da sua vida? Pois bem é o que aconteceu.
Explico, bullshitagem é quando alguém, na maioria das vezes uma amiga, dá uma mancada feia falando de algum defeito seu ou de algum história que você não gosta para outras pessoas ai você fica chateada, mas as pessoas dizem “Calma é só o jeito dela deixa pra lá”. Pois bem eu vim deixando pra lá já tem algum tempo, ou melhor dizendo alguns anos, e sempre ouvia a mesma desculpazinha. Então chega um momento que você cansa, poxa, se eu preciso entender o “jeitinho” dela porque ela não pode entender o meu também? Afinal amizade é uma troca certo? Se só uma pessoa está disposta a se “doar” em qualquer tipo de relacionamento ele não vai para frente NUNCA. É errado isso, por mais que você goste de uma pessoa NINGUÉM merece que você se sacrifique, que passe por cima do que você acredita ser certo ou errado.
Voltando ao assunto, quando comecei a ficar no limite da minha paciência e não conseguia mais levar toda a história como “brincadeira” tive que compartilhar com algumas pessoas o meu desagrado então percebi que não era a única afetada e que aquilo precisava de um basta. Antes de realmente tomar alguma atitude tirei um tempo para observar como as coisas aconteciam e percebi que eram sempre as mesmas “piadinhas” faladas da mesma maneira com o mesmo tom de ironia. Percebi que ela não conseguia “evoluir” e esquecer o assunto sabe? Era o ponto máximo que ela podia chegar acreditava que estava sendo o centro da conversa, mas era só olhar para as pessoas ao redor e perceber que ninguém aguentava mais ouvir as mesmas coisas. Então não tinha um jeito fácil de fazer aquilo parar.
Se as pessoas começariam a dizer que eu não era uma “boa amiga” que tinha “mudado” ou até mesmo que tinha “trocado velhos amigos por novos” não me importaria mais – nem um pouco. Estava na hora de começar a pensar mais em mim, no que me fazia bem, no que EU queria. Confesso que pensei que ia ser muito difícil “perder” certas amizades, mas não foi conheci VÁRIAS pessoas maravilhosas que não precisavam praticar BULLSHITAGEM em cima de ninguém para se sentirem melhores ou superiores.
Como anda a vida depois dessas mudanças? Melhor impossível, agora só tenho ao meu lado quem me quer bem de verdade.

De todo os loucos do mundo eu quis você

 

Era uma tarde ociosa qualquer quando uma amiga me passou seu msn e eu te adicionei, sem pensar em nada, sem querer nada. Afinal eu só te conhecia por nome “Olha esse é o Guilherme o menino que eu fiquei no clube” era a única frase que envolvia você e que eu escutava constantemente. Os dias passaram e você se tornou um amigo, um confidente e uma possível “ficada” rápida e sem futuro. Eu já sabia muito sobre a sua vida você já conhecia muito sobre os meus medos e sonhos. Até que um dia você quis me conhecer, agora pessoalmente, e eu topei com muito medo embarquei nessa nova aventura. 28 de fevereiro de 2006 lembro como hoje, eu estava sentada na varanda da minha antiga casa e você passou uma vez, quando eu ti vi ali passando usando preto, com um casaco enorme em um dia tão quente, uma bandana na cabeça de uma banda de rock qualquer eu REZEI como eu REZEI para que aquele não fosse você, afinal a sua foto do msn e aquele ali que passava pela segunda vez na frente da minha casa não podiam ser a mesma pessoa. Hoje agradeço por Deus não ter me ouvido. Então você parou me chamou e eu – com muito medo – fui ao seu encontro. Você era um cara que conheci pela internet e eu tinha medo de você não ser quem dizia ser. Eu tinha medo de tudo que podia acontecer e eu até tentei lutar contra todo o sentimento, mas não deu.

Hoje é o nosso oitavo dia dos namorados em nossos 7 anos e 4 meses de namoro. Hoje é mais um dia para agradecer e te dizer o quanto te amo, mesmo você sendo rockeiro, mesmo você sendo maluco, mesmo você sendo louco, mesmo você sendo tão cdf, mesmo você não gostando de tirar fotos, mesmo você sendo hipocondríaco.

mesmo você sendo tão diferente de tudo que um dia eu sonhei.

Você é meu, meu príncipe as avessas.

Princesa

Vamos lá menina levanta dessa cama, coloca um sorriso no rosto e bola pra frente. Não precisa ir para baladas nem sair beijando qualquer um, não precisa fingir que não doí só não fique presa a isso. Não chore pela falta do final feliz, vocês construíram uma história com altos e baixos, você cresceu não foi? Ou ainda se sente a mesma do inicio do relacionamento? Espero que tenha mudado – amadurecido, sonhado. Já olhou pela janela do seu quarto hoje? O sol continua lá, as ruas cheias de pessoas ocupadas mostram que o mundo não parou e não vai parar então por quê você ia querer parar? Acredite princesa tudo que acaba desocupa um lugar para que coisas boas possam acontecer – e elas vão acontecer. Não vire as costas para o mundo ele vai te fazer falta, não perca seu tempo procurando a culpa, o motivo, o erro. ACEITE que acabou e se permita começar de novo – quantas vezes forem necessárias.

Mudou e eu não percebi

Ainda me lembro do seu olhar doce da sua admiração gratuita e acredite eu nunca achei que poderia mudar. Lembro do seu jeito amoroso de me tratar, das palavras carinhosas que sempre ouvi você falar. Tudo mudou, não sei em que momento, não sei o porque, muito menos como. Já não sei se te faço tão bem. Não eu não posso te fazer ficar, por mais que eu queira, a decisão é sua meu amor. Eu não posso te prender te guardar pra mim, mas não pense que não vou te pedir para ficar – EU VOU. Me pergunto a todo instante como isso foi acontecer sem que eu percebesse, afinal como pode ser bom pra mim e ruim pra você?

Não sei como as coisas vão terminar não sei dizer o que vai acontecer só te peço meu amor – por favor – não mate esse amor que em mim só faz crescer.

Não sei ser metade

(WeHearIt)

 

Eu não sei ser metade, ser mais ou menos não me agrada. Se for me aceitar tem que ser inteira com intensidade de corpo e alma. Não gosto de nada que “pode ser” é ou não é, gosta ou não gosta, quer ou não quer. Não precisa ser complicado, até prefiro a simplicidade, mas por favor vem inteiro vem com coragem não pare no meio não me faça perder a vontade. Se não quiser então atrapalha, não fica no caminho não me venha com meias palavras, é que eu sou assim! Sou inteira, sou 8 ou 80, sou o pote inteiro na verdade. E se mesmo assim ainda quiser vim te espero em meia hora… inteiro e sem demora.

Faltou coragem ou faltou amor ?

(WeHearIt)

 

Ainda muito menina Fernanda se apaixonou, estava no ensino fundamental e nem conseguiu acreditar que o cara do 3º ano estava afim dela. Ficaram. O tempo foi passando e ele, o Adriano, tentou de diversas maneiras contar que estava com o coração ferido e que não iria se apaixonar por ninguém, inclusive por ela. Fernanda estava tão feliz, apaixonada e encantada com o Adriano que nem percebeu os sinais de perigo que estavam por todos os lados. Passaram por um meio namoro morno que era tudo para ela e um grande sentimento de culpa para ele. Até que o dia da decepção chegou, Adriano terminou com Fernanda e voltou para seu ex-amor que nunca chegou a ser ex. Ela tão sem experiência tão sem coragem não lutou por quem dizia ser apaixonada, só chorou que nem uma criança mimada que sempre teve tudo que quis. Se ela tivesse escutado os sinais, se tivesse assumido um namoro invés de fantasiar um conto de fadas, se tivesse entrado na briga, hoje ele poderia ser dela. Ele estava tentado e com medo, precisava de uma mulher ao seu lado – ela foi apenas uma criança.
Hoje ela já é uma mulher, sai a noite, bebe cerveja, beija uma boca nova a cada dia, mas nunca achou alguém por quem se apaixonasse .

Ela perdeu a chance de ser feliz. E o Adriano por onde anda? Está feliz vivendo por ai com seu amor, que de tão grande nunca acabou.

 

Página 2 de 712345...Última »